Belmonte Medieval

De 11 a 14 de agosto ||

Mapa e Programa AQUI

Maria Gil Cabral não vai deixar de lutar para garantir que o seu sobrinho Luís Álvares Cabral herde o morgadio de Belmonte deixado em testamento pelo seu pai D. Gil Cabral, Bispo da Guarda.

Mas, será que Martim Vasques da Cunha , senhor de Belmonte vai permitir isso! Este conta com a cumplicidade de Catarina Álvares Cabral, sobrinha de Maria Gil Cabral. Já a doce Maria Álvares Cabral apoia o seu irmão Luís. Grandes desígnios ele irá cumprir e perpetuar o nome dos Cabrais através dos tempos.

História e ficção em 4 dias de Belmonte Medieval!

“Gil Cabral foi Bispo da Guarda entre 1360 e 1362 e teria tido dois filhos ilegítimos; Maria Gil (? – 1401) e Álvaro Gil Cabral (1335 -1385), este pai de Luís Alvares Cabral (1365-1433), Catarina Gil Cabral e Maria Alvares Cabral. 
No seu testamento datado de 30 de Maio de 1362, D. Gil Cabral doou a Maria Gil, moradora em Belmonte, o usufruto de todos os bens que possuía antes de ser bispo com a obrigação de construir uma Capela dedicada a Nossa Senhora da Piedade na Igreja de. S. Tiago e constituir um morgadio vinculado à mesma. D. Maria Gil Cabral (assumiu o Cabral após o testamento) ficaria ainda obrigada a nomear um administrador para o morgadio que deveria ser transmitido, à sua morte, a alguém da linhagem de ambos. 
A 9 de Maio de 1397, viúva e sem filhos, D. Maria Gil Cabral manda ler o seu testamento na presença de Martim Vasques da Cunha, que nessa altura era o novo detentor do Senhorio de Belmonte. Nele se afirma filha de D. Gil Cabral e nomeia morgado e administrador o seu sobrinho Luís Alvares Cabral.”

 

Programa:

 

Dia 11 - O Testamento

Ano do Senhor de 1362. Morre D. Gil Cabral - Deus o tenha. Havia assuntos terrenos por resolver. Assim que o testamento do Bispo da Guarda é lido publicamente, documento lavrado dias antes da sua morte e onde reconhece D. Maria Gil Cabral como sua filha e herdeira… são suas as altaneiras terras de Belmonte, são declarados quatro dias de festejos. É recebida em cortejo pelas ruas. O povo sai às ruas em grandes folguedos, comendo, bebendo e bailando… há músicos por todo o lado, malabaristas e cuspidores de fogo. Os mercadores montam as suas bancas e os mais jovens jogam com as espadas no seu afã de serem armados cavaleiros… Nobres e religiosos são chamados para uma grande ceia em que lhe será reconhecido o poder sobre o senhorio de Belmonte. 
Mas há um homem atirado para as sombras - Martim Vasques da Cunha. Não aceita que uma mulher ocupe o lugar que julgou seu. Pede aos deuses pagãos que o ajudem nesta vingança. Num ritual de fogo e sangue, invoca as forças malévolas de todos os demónios, para que estejam do seu lado. Marca de morte a Maria Gil e jura conquistar Belmonte!

18h - Cortejo de Abertura
19h - 02h - Animação de Rua
19h - Oficina de Lucete (interior Castelo de Belmonte)
19h - Torneio de lutas de espadas (palco Pelourinho)
19h - 20h - Passeios de burros 
19h30 - Voo de aves de Rapina 
20h00 - Ceia Medieval (Mediante inscrição)
21h30 - Torneio de luta de espadas - Próximo do palco principal. 
22h30 - Assalto ao Castelo | Ritual do Sacrifício e Invocação ao Demo e seu rechaçamento pela Santa Madre Igreja protectora do Castelo de Belmonte (Palco Principal)
2h - Encerramento

 

Dia 12 - Os Desígnios

Senhora de Belmonte, Maria Gil é uma mulher entregue ao seu destino - povoar e defender aquelas terras fronteiriças. É preciso ainda manter a paz e a tolerâncias entre cristão, judeus e mouros – homens que rezavam a um só Deus, mas dando-lhe diferentes nomes. 
Para os ocupar e evitar as traições de Martin Vasques da Cunha, tem ainda de manter os nobres ocupados na caça falcões e outras aves de rapina. Organiza ainda torneios de armas, para que entre eles rivalizem e meçam forças.

16h - Abertura da Feira 
16hh30 - Voo de Ave de Rapina 
17h30 - Visita guiada ao acampamento dos “Arqueiros d’el Rei” (interior Castelo de Belmonte)
18h - Oficina de Falcoaria
18h30 - Passeio de burros 
19h - Oficina de Lucete 
19h30 - Oficina de Cozinha Medieval com Degustação (Mediante inscrição) 
21h00 - A Donzela vai à Guerra - Palco Castelo
22h - Espetáculo Equestre Teatralizado: Os desígnios de Maria Gil Cabral – Palco Principal
23h30 - Teatro de fogo: Os Alquimistas e as almas de fogo - Palco Castelo
2h - Encerramento

 

Dia 13 - A Demanda

Foi este o fado de Maria Gil, entregar a sua vida ao senhorio de Belmonte. Mas quando as forças lhe começaram a faltar, já viúva e sem filhos, colocou todas as suas esperanças no seu sobrinho, Luís Álvares Cabral. Nomeou-o seu herdeiro e Senhor de Belmonte. Tal como exigira seu pai, era sangue do seu sangue, nome do seu nome, iria perpetuar o nome dos Cabrais.
Mas o poder desperta o melhor e o pior dos homens. Perante a consagração de Cabral, outros levantaram as armas e tentaram tomar o castelo de Belmonte pela força... ouviram-se as armas e o crepitar do fogo!

16h - Abertura da Feira 
16hh30 - Voo de Ave de Rapina 
17h30 - Visita guiada ao acampamento dos “Arqueiros d’el Rei” (interior do Castelo de Belmonte)
18h - Oficina de Falcoaria 
18h30 - Passeio de burros 
19h - Oficina de Lucete (interior do Castelo de Belmonte)
19h30 - Oficina de Cozinha Medieval com Degustação (mediante inscrição)
20h30 - 21h30 - Passeio de burros
22h - Assalto ao castelo “ Demanda por um herdeiro”- Palco Principal 
23h30 - Teatro de fogo: Os Alquimistas e as almas de fogo - Palco Castelo 
2h - Encerramento

 

Dia 14 - A matriarca

Luís Álvares Cabral é homem bravo, forte de espada e pundonor. Tomou ao seu mando os mais bravos homens e pelejou nas muralhas do Castelo enfrentando o fogo e as forças negras dos seus opositores. Selou com a vitória o nome dos Cabrais. 
Maria Gil decretou dias de festa. Mandou que todos os músicos viessem à sua casa, os bailadores, os malabaristas. Mandou que todos os trovadores da região cantassem trovas ao novo homem forte de Belmonte. Eram tempos de festa. Belmonte era dos Cabrais para sempre.

 

16h - Abertura da Feira
16hh30 - Voo de Ave de Rapina
18h - Oficina de Falcoaria 
18h30 - Passeio de burros 
19h - Oficina de Lucete (interior do Castelo de Belmonte)
22h - Espectáculo Multimédia: “As matriarcas – a herança de Maria Gil Cabral” - Palco principal
23h - Concerto de Música Medieval – Palco principal 
00h - Encerramento