Arqueologia

A Torre Centum Cellas antigamente também chemada de Torre de São Cornélio é um curioso e singular monumento lítico situado na fregesia do Colmeal da Torre, concelho de Belmonte. Actualmente as ruínas, têm, despertado as atenções de todos, suscitando as mais diversas teorias e gerando-se à sua volta as mais variadas lendas.
Umas dessas tradições refere que teria sido uma prisão com cem celas, daí derivando o nome Centum Cellas, onde teria estado cativo São Cornélio, razão porque também é conhecida pelo nome de Torre de São Cornélio.

1-

Designação –  Casal da Poeja

Tipo de Sítio – Casal rústico 

Período – Romano

Local – Poeja, Maçaínhas

Descrição – Numa plataforma de encosta no vale de uma pequena linha de água, reconhecem-se alguns fragmentos de cerâmica de construção (tegulae e imbrices), cerâmica comum doméstica e mós circulares, distribuídos por uma área com cerca de 2000 m2 de terreno.

 

 

2-

A Quinta da Fórnea é um conjunto de ruínas romanas que remonta o século II. Localizada entre Belmonte e Caria, foi descoberta recentemente aquando da construção da A23 em 1999.

Sabia que…a Torre de Centum Cellas, perto de Belmonte, foi durante anos a fio considerado um dos mais enigmáticos monumentos portugueses? A Torre de Centum Cellas é um espaço único em toda a Península Ibérica com uma monumentalidade invulgar. Com a sua forma paralelepipédica, os seus silhares bem aparelhados e a sua altura assinalável, o edifício tem sido alvo de muitas elucubrações especulativas; desde ser construído por Incas até à construção por judeus sefarditas (os mesmos que construíram Petra na Jordânia) e isto em plena Beira Interior!