Museu dos Descobrimentos

Museu dos Descobrimentos

O Museu dos Descobrimentos/Centro de Interpretação "À Descoberta do Novo Mundo (DNM)" surge da vontade da Câmara Municipal de Belmonte em dar a conhecer um dos maiores feitos de sempre da História das Descobertas Portuguesas – o Achamento do Brasil.

Este espaço propõe-se dar a conhecer, estudar e divulgar o feito de Pedro Álvares Cabral e a explorar a História da maior nação de expressão portuguesa, que ao longo de cinco séculos construiu-se através de uma extraordinária convivência de culturas.

Visitar o DNM é como fazer uma viagem com mais de 500 anos. É um aproximar à história dos descobrimentos e do Brasil. Por isso esta epopeia foi produzida com o recurso às mais modernas tecnologias e técnicas museográficas de forma a ser entendida e compreendida por todos os públicos, inquietando-os, estimulando-os e dando-lhes a possibilidade de participarem, conhecerem e interpretarem a nossa história.
O DNM é um espaço de sensações e emoções que nos fazem compreender, respeitar, sonhar e viajar. É uma viagem pelo Tempo como nunca o pudemos fazer. Viaje connosco!

Marcação de Visitas
Telefone: + 351 275 088 698
Telemóvel: 969 200 486
E-mail: empds.belmonte@gmail.com

Tabela de Preços dos Museus Municipais de Belmonte - Consulte AQUI
 

Aberto de Terça a Domingo
HORÁRIO DE INVERNO (15 de setembro a 14 de abril)
das 9h00 às 12h30m e das 14h00m às 17h30m

HORÁRIO DE VERÃO (15 de abril a 14 de setembro)
das 9h30m às 13h00m e das 14h30m às 18h00m

Encerra: Segundas-Feiras, 1 de Janeiro, Domingo de Páscoa, 1 de Maio e 25 de Dezembro

 

 

Edifício

Centro Interpretativo - À Descoberta do Novo Mundo

A Casa dos Condes, também muitas vezes chamada Solar dos Cabrais, situada na Rua Pedro Álvares Cabral nº 68, é um exemplo de arquitectura civil privada (de residência), de influência maneirista, cuja construção remonta ao século XVIII-XIX.

A escolha desta casa, para albergar as Instalações do Património "Genético de Belmonte" e sua relação com terras do Brasil, surgiu de forma natural pois foi fácil entender o valor das "mensagens genéticas" da Vila. A recuperação da Casa dos Condes e a sua ampliação tornaram-se assim opções fundamentais para que todo este Mundo Cultural se expusesse, se organizasse e se fortalecesse e nada melhor que um edifício como este para ancorar um importante sonho de transformação cultural de Belmonte, divulgando as relações privilegiadas entre Belmonte e Terras do Brasil.

Apelidámos inicialmente este equipamento como Museu / Teatro do Mundo, que se devia enriquecer com um Programa muito diverso e muito dinâmico, assente em informação trabalhada em termos audiovisuais. Como? – Criando os seguintes espaços:

– Um espaço expositivo sequencial, dinâmico e onde se tratassem sumariamente as questões da navegação, da cartografia, da descoberta do Brasil, da colonização, da Fauna e da Flora, do Urbanismo, da Arquitectura etc;
– Um espaço destinado a criação de um Centro de Documentação;
– Um espaço destinado à função de estar e lazer – cafetaria e esplanada.

Considerando as pré existências atrás referidas e sendo nossa intenção reforçar o valor funcional e programático do edifício da sua envolvente partimos para um projecto assente em três pontos essenciais e a saber:
– Construção de um corpo novo capaz da receber toda a informação expositiva e didáctica pretendida para a resposta aos desideratos atrás definidos;
– Adaptação do Casa dos Condes a Centro de Documentação e a área Administrativa;
– Transformação do interior do terreno em local de estar e de passagem urbana com a construção de uma pequena cafetaria.

O novo edifício a construir e destinado a Centro Interpretativo de Belmonte – À Descoberta do Novo Mundo foi desenhado de modo a poder ser entendido como um conjunto de espaços sucessivos, de temas diversos, quase contentores fechados que permitem que imagens e sons temáticos nos envolvam e nos deixem percorrer os 500 anos de história. Assim, este projecto que nasce por detrás do muro da propriedade e que espreita para o vale do Zêzere, articula-se interiormente através de jogos de escadas e rampas, em pequena escala, quase túnel do tempo. A sua arquitectura de articulação disciplinada e de volumetria muito contida pretendeu responder à serenidade do local e à topografia existente.

Estratégia Museográfica

Estratégia museográfica (museologia e cenografia)

Mais do que um local com artefactos, este museu faz da história de Portugal, dos Descobrimentos e do Brasil o seu objecto museológico. Com cientificidade, pesquisa, estudo e desenvolvimento procurou-se inovar, interpretar, explorar e dar a conhecer factos e momentos que marcaram e marcam Portugueses e Brasileiros.
Desta forma elaborou-se uma cuidadosa pesquisa que envolveu dezenas de especialistas em diferentes áreas do conhecimento que levou à produção de vastíssimos conteúdos (textos, fotografias, filmes, sons, animações, etc...) para os mais variados públicos.

Com um discurso museográfico vanguardista, com design inovador procurou-se uma dinâmica expositiva que abordasse os principais momentos da história do Achamento do Brasil e da sua construção enquanto nação continental, procurando criar vários níveis de informação em diversos suportes, conseguindo assim uma maior dinâmica expositiva e envolvendo os visitantes nesta nossa "viagem".

Os conteúdos encontram-se produzidos em português, inglês e espanhol e foram tomadas preocupações para a elaboração de programa especiais para os diversos tipos de públicos e faixas etárias.

A estratégia museográfica passou também pela criação de filmes e de conteúdos multimédia alicerçados em temáticas que ganham uma nova dimensão através do recurso às novas tecnologias.
Aqui podes tocar, sentir, viajar, explorar, conhecer, descobrir e viver uma nova realidade.

Multimédia

No DNM a Multimédia está ao serviço dos conteúdos. Ela é o meio para se apresentar de uma forma diferente e inovadora a História de uma viagem e de um país.

Neste âmbito procurou-se sempre com rigor histórico e cientifico apresentar temáticas e assuntos que de outra forma não seria possível.

Este é um museu vivo, que mantém uma dimensão imagética e sonora que se estende e aproveita os recursos tecnológicos actuais e amplia as potencialidades dos seus conteúdos através da virtualidade, da acessibilidade, da multimédia, da interconexão e da multiplicidade.

À Descoberta do Novo Mundo from Belmonte on Vimeo.

VER BELMONTE DIRECTAMENTE NO GOOGLE MAPS

40°21'28.75"N
7°21'5.62"W

Tabela de preços dos museus de Belmonte: link

A VISÃO DO OUTRO PELO OUTRO

ESCRAVATURA

 

A DIVISÃO DO MUNDO
 

IDENTIDADES VIDEOWALL
 

Ficha técnica

Centro Interpretativo de Belmonte – À Descoberta do Novo Mundo
Promotor

Câmara Municipal de Belmonte
Ideia e Estratégia de Acção Expositiva

Carlos Reis de Figueiredo, Paulo Celso Fernandes Monteiro, Arqueohoje
Coordenação Geral

Arqueohoje, Paulo Celso Fernandes Monteiro
Exposição
Projecto Museológico

Arqueohoje, Paulo Celso Fernandes Monteiro
Projecto Expositivo

Pitanga Design
Design Gráfico

Pitanga Design
Light Design

Lighter, ldª
Projecto de MultimÉdia Interactiva

YDreams, S.A
Montagem

Arqueohoje, Lda
Construção civil

AR&MG, Engenharia e Consultadoria
Director de Obra

Serafim Matos Silva
Iluminação Expositiva

BVV, Instalações Eléctricas Lda.
Produção Gráfica

Webrand – Agência de Publicidade, Lda.
Responsável Financeiro

António Almeida Monteiro
Logística e Apoio Técnico

Luís Filipe Coutinho Gomes
Conteúdos
Investigação Histórica

Fernando Amorim, Paulo Celso Fernandes Monteiro
Consultores Científicos

Fernando Amorim, Cláudia Goes
Pesquisa Arquivística

Paulo Celso Fernando Monteiro
Identificação, Pesquisa e Recolha Documental

Fernando Amorim, Paulo Celso Fernandes Monteiro, Pedro Sobral de Carvalho
Produção de Conteúdos

Textos: Fernando Amorim, Paulo Celso Fernando Monteiro
Fotografias

Luciano Candissani, Alex Uchôa, Sebastião Salgado, Gilvan Barreto, Tadeu Vilani, Ana Mokarzel, Gleice Bueno, Eneida Serrano, Leo Spósito, Sérgio Fonseca, Tatiana Cardeal, Fernanda Chemale, Paulo Celso Fernandes Monteiro, Daniela Michelli, Chico Porto, Kátia Lombardi, Ane Aguirre, Rafael Lage, Sérgio Luiz
Arquivos, Bibliotecas e Museus

Academia das Ciências de Lisboa; Arquivo Distrital de Aveiro; Arquivo do Diário de Noticias; Arquivo Histórico do Exército Brasileiro; Arquivo Histórico Ultramarino; Arquivo Municipal de Lisboa; Arquivo Nacional da Torre do Tombo; Beinecke Rare Book and Manuscript Library, Yale University; Biblioteca da Ajuda; Biblioteca Estense, Módena; Biblioteca Nacional de Portugal; Biblioteca Pública de Évora; Bibliothéque Nationale de France; Fundação Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro; Germanisches Museum; Germanisches Museum, Nuremberga; Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa; Museu Severo Portela, Almodôvar; The James Ford Bell Library, University of Minnesota; The Pierpoint Morgan Library, Nova Iorque; Whipple Museum of the History of Science, University of Cambridge, Museu de Arte da Bahia, Museu da Cidade de Lisboa.
Revisão e Correcção

Maria Luísa Lopes Fernandes Monteiro, Teresa Barradas, Otília Rocha
Traduções

Castelhano: Santos García Trigo, Ignacio Salas Pardo, Yéssica Rodríguez Espinosa
Inglês: Luísa Costa
Projecto Pedagógico

Sandra Boavida, Ana Dias
MultimÉdia Interactiva
CriaÇÃo e Desenvolvimento do Conceito Expositivo/Interactivo

YDreams, S.A com Paulo Celso Fernandes Monteiro e Pitanga Design
ProduÇÃo de Conteúdos para a Multimédia

Fernando Amorim, Paulo Celso Fernandes Monteiro, Cláudia Goes, Ricardo Silva
Conservação e Restauro

Arqueohoje
Fornecimento, Montagem e Execução

YDreams, S.A.
Design Multimédia

YDreams, S.A.
Vídeo
Coordenação

Arqueohoje, Lda
Produção

Que Cena
Recolha de Imagens

Paulo Martins e Sérgio Pereira
Montagem e Edição

Sérgio Pereira
Pós-Produção

Paulo Martins e Sérgio Pereira
Realização

Sérgio Pereira
Guiões

Fernando Amorim, Paulo Celso Fernandes Monteiro e Sérgio Pereira
InvestigaÇÃo Documental

Fernando Amorim, Paulo Martins
AdaptaÇÃo

Sérgio Pereira, Paulo Celso Fernandes Monteiro
LocuÇÃo PortuguÊs

Fernando Alves, Jorge Moreira, Jorge Freitas, Miguel Martins
LocuÇÃo Espanhol

José Angel
LocuÇÃo InglÊs

Simon Washwood
TÉcnico de Som

Paulo Martins, Alfredo "El Che"
InsonorizaÇÃo

Sérgio Pereira
Actores e FiguraÇÃo

Alexandre Maia, Oseias Santos Souza, Fábio Fonseca, Ana Serrão.
Arquivos de Imagem

Arquivo RTP
TVE Bahia – IRDEB
ConservaÇÃo e Restauro

Arqueohoje, Lda
MÚsica
Consultora Musical

Cláudia Goes
MÚsica Nordestina

Estúdio: Fábrica
Supervisão e Mixagem de Áudio: Pablo Lopes
Produção: Jeff Moura
Técnico De Gravação: João Santos
MÚsicos Por Tema

"Baião": Luziano André, João Santos
"Frevo": Alessandro César, Paulo Ricardo, Clóvis Oliveira, João Santos
"Maracatu": João Santos
Produção, TÉcnico de GravaÇÃo e Mixagem

Mu Chebabi
"CHORO"

Jovi Joviniano Pandeiro
Mario Séve: Sax Tenor; Flauta
Abel Luiz (Sivuquinha): Cavaquinho; Patrick Ângello; Violão – 7 Cordas
"SAMBA"

Jovi Joviniano: surdo, pandeiro couro, pandeiro nylon, shake, tamborins, repique, cuíca
Abel Luís: Cavaquinho, Bandolim
Patrick Ângello: Violão – 7 Cordas
"BOSSA NOVA"

Jovi Joviniano: Pandeiro
Paulo Malagutti: Piano, Baixo
Patrick Ângello: Violão – 6 Cordas
Edifício
Projecto de Arquitectura

Reis de Figueiredo – Arquitectos da Beira, Lda.
Arqtº Carlos Reis de Figueiredo com colaboração de Ana Filipa Neves e Diogo Ribeiro
Projecto de Estruturas e Betão Armado

Engº. Filipe Cortez
Projecto de Electrotecnia, Telecomunicações e Segurança

Engº Marcos Pinguinha
Rede de Infra-Estruturas

Arqtº Carlos Reis de Figueiredo
Avac

Engº Madeira da Silva
Empreiteiro Geral

Constrope
WEBSITE
Web Design

PitangaDesign com Ana Lúcia Pinto (programação)
Conteúdos

Paulo Celso Fernandes Monteiro
Arqtº Carlos Reis de Figueiredo
Agradecimentos

Alcir Santos, António Manuel Pinheiro, Mónica Gheno e Anderson Guilherme Quaresma (Secretaria de Turismo e Cultura da Prefeitura de Porto Seguro), Reserva da Jaqueira, Monique Badaró e António Jehova de Carvalho (Secretaria de Estado da Cultura da Bahia), Samira Martins (Eco-Resort Arraial da Ajuda), Nicolau Tudela (RTP), Silva Menezes (Museu de Arte da Bahia), Sahada Mendes Palmeira (TVE Bahia – IRDEB), Iêdo José Menezes Elias (Prefeito do Município de Belmonte, Brasil, Eráclito Lima Santana (Secretário de Turismo de Belmonte, Brasil), Ana Liberato (IPAC), Lucinda Santos (Arquivo Distrital de Aveiro), Rui Santana e Rui Cortes (Câmara Municipal de Almodôvar), Cristina Giesteira (CEDOPORMAR), Estaleiros Samuel & Filhos, Ricardo Silva, Pedro Salvado, Ana Pereira, Marina Dias, Marco Fonseca, Pilar Michelli, Rodrigo López Chaz, Josefina López, Marina Matusita, Vinicius Cassares, Rita Figueira, Filipe Silva, Renato Silva.
CÂmara Municipal de Belmonte

Amândio Ferreira de Melo
Carlos Simões

Elisabete Robalo
José Manuel Caninhas Figueiredo

Apoios

Governo Estadual da Bahia
RTP
Sagatiba
Havaianas
Guaraná Antártica
Media Partner

RTP
Financiamento

QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional (Portugal 2007-2013)
Mais Centro – Programa Operacional Regional do Centro
Turismo de Portugal

Avisos legais

COPYRIGHT

O material disponível no site do Museu À Descoberta do Novo Mundo – Centro Interpretativo de Belmonte tem por objectivo essencial fornecer informação, generalizada e gratuita, a terceiros.
O Museu À Descoberta do Novo Mundo – Centro Interpretativo de Belmonte detém, em seu favor e dos seus autores, o registo do Direito de Autor, sobre o conteúdo informativo e outros elementos que compõem o site.
A republicação deste material exige o expresso consentimento, ficando interdita a utilização comercial de quaisquer dos seus elementos, sejam eles textos, imagens ou outros.

DISCLAIMER

Apesar dos esforços desenvolvidos para assegurar a exactidão do conteúdo informativo disponível no site, o Museu À Descoberta do Novo Mundo – Centro Interpretativo de Belmonte não garante a inexistência de eventuais erros ou omissões, nem reconhece qualquer responsabilidade decorrente da sua utilização.
O Museu À Descoberta do Novo Mundo – Centro Interpretativo de Belmonte reserva-se no direito de acrescentar, modificar e eliminar, em parte ou no todo, qualquer informação no site, sem prévia informação.
O Museu À Descoberta do Novo Mundo – Centro Interpretativo de Belmonte não se responsabilizam pelos conteúdos e funcionamento de outros sites, que se encontram disponíveis a partir deste.